A Amazônia, o desafio de conservação e a Igreja

30/09/2020 03:21




<p>No dia 5 de setembro &eacute; comemorado o dia da Amaz&ocirc;nia. Esta &aacute;rea ambiental &eacute; um dos patrim&ocirc;nios naturais mais valiosos de toda a humanidade, e &eacute; considerada a maior reserva natural do planeta. Tratar da Amaz&ocirc;nia &eacute; falar sobre um dos locais de maior riqueza em biodiversidade de fauna e flora, &eacute; falar de vida, de cria&ccedil;&atilde;o divina. Os seus quil&ocirc;metros de extens&atilde;o carregam um bioma de grande responsabilidade para o equil&iacute;brio ambiental e clim&aacute;tico do planeta. Segundo a secret&aacute;ria geral do WWF-Brasil, Maria Cec&iacute;lia Wey de Brito, o dia da Amaz&ocirc;nia &ldquo;&eacute; um dia de celebra&ccedil;&atilde;o, pois temos conhecimento sobre os problemas e desafios do bioma, mas muito mais sobre as ferramentas que precisamos para venc&ecirc;-los e quais os resultados que devemos atingir. Nosso trabalho tem se pautado na proposi&ccedil;&atilde;o de uma agenda positiva para o desenvolvimento sustent&aacute;vel do bioma&rdquo;, avalia.</p> <p>A busca pela conserva&ccedil;&atilde;o desse bioma &eacute; uma das grandes preocupa&ccedil;&otilde;es atuais dos diversos grupos de pesquisadores, j&aacute; que constantemente a &aacute;rea da Amaz&ocirc;nia &eacute; amea&ccedil;ada por in&uacute;meras atividades predat&oacute;rias, entre elas a extra&ccedil;&atilde;o de madeira, a minera&ccedil;&atilde;o, as obras de infraestrutura e a convers&atilde;o da floresta em &aacute;reas para pasto e agricultura.</p> <p>Neste contexto encontra-se a Igreja, institui&ccedil;&atilde;o milenar inserida na sociedade, que possui importante miss&atilde;o na forma&ccedil;&atilde;o cidad&atilde;, quando toma parte nas discuss&otilde;es que envolvem o coletivo, e que apresentam import&acirc;ncia social. Falar da relev&acirc;ncia da Igreja nessas quest&otilde;es &eacute; lembrar de sua coer&ecirc;ncia e fidelidade ao que diz o Evangelho, gerando dessa forma uma sensibiliza&ccedil;&atilde;o frente &agrave;s quest&otilde;es ambientais, tornando poss&iacute;vel o processo da gera&ccedil;&atilde;o de mudan&ccedil;as na atua&ccedil;&atilde;o da sociedade. Essa rela&ccedil;&atilde;o de apoio existente entre a Igreja e o Meio Ambiente surgiu a partir da Confer&ecirc;ncia Internacional das Na&ccedil;&otilde;es Unidas sobre o Ambiente ocorrida em 1972 em Estocolmo. Na ocasi&atilde;o, o Papa Paulo VI falou sobre a necessidade de respeitar os limites da natureza, bem como sua capacidade de regenera&ccedil;&atilde;o. Segundo o Papa, a boa rela&ccedil;&atilde;o s&oacute; se dar&aacute; atrav&eacute;s da transforma&ccedil;&atilde;o radical das mentalidades.</p> <p>A Conferencia Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) j&aacute; dedicou diversos temas de Campanhas da Fraternidade para a discuss&atilde;o sobre a forma&ccedil;&atilde;o de uma consci&ecirc;ncia ambiental atrav&eacute;s da a&ccedil;&atilde;o pastoral. E neste ano de 2019 a Igreja realiza o S&iacute;nodo da Amaz&ocirc;nia no Encontro dos Bispos da Igreja Cat&oacute;lica, no Vaticano. Esse evento enfatiza a preocupa&ccedil;&atilde;o eclesial pela preserva&ccedil;&atilde;o da maior floresta tropical do mundo e a sua biodiversidade. O pr&oacute;prio Papa Francisco vem demonstrando constantemente sua preocupa&ccedil;&atilde;o com as quest&otilde;es ambientais. Como exemplo disso temos a primeira enc&iacute;clica dedicada ao assunto, a Laudato s&iacute; &ndash; Sobre o cuidado da casa comum, que nos convida a refletir e a mudar o nosso estilo de vida em prol do meio ambiente.</p> <p>&Eacute; preciso enfim, que o homem reconhe&ccedil;a que o seu papel no processo de conserva&ccedil;&atilde;o &eacute; fundamental, e que requer uma mudan&ccedil;a de postura urgente, para que possamos viver o real sentido do desenvolvimento sustent&aacute;vel, que se preocupa de fato com as gera&ccedil;&otilde;es futuras.</p>

Equipe de Comunicação Segue-me Natal

   

Comentários


Nenhum comentário...

Informar o Nome.
Informar o Email.
Informar o Comentário